9 de nov de 2010

- Eu quero sua barba por fazer, no deitar do meu ombro.
- Só a barba? Estou me sentindo usado por um simples fetiche.
- Já estudou aquele lance de metonímia? "A parte pelo todo"?
- Hum.
- Pois é.
- Eu quero você. Pra sempre.