30 de jan de 2012

HOTEL PIRÂMIDE

V
VA
VAZ
VAZI
VAZIO
Sem você.

29 de jan de 2012

"Acho que o amor verdadeiro cria um escudo contra a morte."
"Como amam com paixão, a morte já não paira em suas mentes."
Falas extraídas de "Meia-Noite Em Paris", quando um dos personagens disse que quando se ama de verdade, a pessoa não sente medo de morrer.

Discordo em parte.
Amo, amo verdadeiramente.
Não tenho medo de morrer.
Tenho medo da morte.
Não da minha.
Tenho medo da morte do nosso amor.
Tenho medo da morte do nós que há em toda parte.
Tenho medo da sua morte.

28 de jan de 2012

"Esse sobrenome não me é estranho"
"Ganhou o livro de Biologia"
"Hum... Não é descartável"
"Até que é bonitinha, né?"
"Que que essa menina tem comigo?"
"Manolo, eu sei, vamos com calma... Ou não"
"Não sei o que fazer"
"SOS, não sei o que fazer"
"Tenho que chamá-la pra sair"
"Ela gosta de cinema francês, tenho seu celular"
"Maldita fazenda no dia posterior às 6 da manhã, mal posso ver seus movimentos"
"Vou esperar o sábado cedo para convidá-la"
"Run to the Hills, menina apressada, ele não viu, aluno"
"Mãe, irei com meus amigos"
"Ela virá mesmo?"
"Tá demorando e eu suando..."
"Ufa, chegou!"
"Fiquei pensando em você a semana toda"
"Ia te chamar hoje"
"Posso te dar um beijo?"
" "
"Andei analisando a transitividade verbal correta, você quer me namorar?"
"Amor é privilégio de maduros, estendidos na mais estreita cama"



"É esse o nerd?"
"Nerd e com senso de humor"
"Será que eu tenho alguma chance?"
"Ele falou isso pra você? Sério mesmo?"
"Você tá brincando que ele tá olhando pra mim!"
"Ele não quer nada comigo, ele abraçou aquela infeliz"
"Ele quer algo comigo, sentou do meu lado"
"Ele não quer nada comigo, não me cumprimentou no recreio"
"Ele quer algo comigo, conversou comigo na festa"
"Pensei que receberia seu beijo"
"Essa semana tá se arrastando sem ele dando notícias"
"Sexta, cansei, eu chamo"
"Será que ele levará um amigo?"
"Será que ele irá?"
"Será?"
"Que calor, que nervoso!"
"Ufa, sem amigos e roupa perfeita: calça jeans, tênis, camiseta preta clássica e cabelo arrumadinho, ount fofura"
" "
"Eu,minha ansiedade e nós duas sendo nós duas"
"Pode"
" "
"Anéeem, quero sim!"
"Será?"

Hoje eu tenho certeza desse amor, sou madura o suficiente para reafirmá-lo. Pode ter sido precipitado da nossa parte ao dizer, pode ter sido retardatário no sentir(mas, afinal, "amor começa tarde...), mas a certeza veio no tempo exato. Hoje posso dizer e digo com certeza, reafirmo com a maior de todas as certezas, assino em baixo sem a menor dúvida e sinto, sinto, sinto, sinto, sinto mesmo, com todo o meu coração, com toda a minha capacidade, em todo o meu ser, com todo meu amor.
É você quem eu quero para o resto da minha vida.
É você toda a minha vida.

"Amor é privilégio de maduros
estendidos na mais estreita cama,
que se torna a mais larga e mais relvosa,
roçando, em cada poro, o céu do corpo.

É isto, amor: o ganho não previsto,
o prêmio subterrâneo e coruscante,
leitura de relâmpago cifrado,
que, decifrado, nada mais existe

valendo a pena e o preço do terrestre,
salvo o minuto de ouro no relógio
minúsculo, vibrando no crepúsculo.

Amor é o que se aprende no limite,
depois de se arquivar toda a ciência
herdada, ouvida. Amor começa tarde."


8 de jan de 2012

- Você me ama?
- Demais!
- Você vai me amar mesmo se eu ficar velhinha e tiver alzheimer?
- Claro que sim.
- Mas e se eu não me lembrar do seu nome?
- Não importa. Eu me lembro do seu.